OBRIGADA PELA VISITA!
DEIXE UM RECADINHO DE VEZ EM QUANDO
É BOM CATIVAR...
CATIVANDO-ME, VOCÊ ME INCENTIVA!

Visitem os blogs pedagógicos da krika!

Glitter Photos

Confira no Linguagem e Afins

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Sobre o amor

" O amor do homem é genuíno e desinteressado. 
O amor da mulher é mais que reação emocional,
 é sentimento latente com projeto de vida."
 Martha Medeiros

O amor é um condutor bem intencionado, que permeia nosso comportamento carinhoso, gentil e bondoso. Nele depositamos expectativas virgens, sutis,atemporais...
Sim, nosso amor por alguém é sempre par.
Mãos dadas, entende?
O amor é um anseio genuíno, e por esta " razão" sofremos por ele e para ele.
A mulher idealiza emoções para os dois;
Costura laços e fitas nas almofadas que enfeitam sua sala de estar;
Perfuma lençóis com pétalas de rosas;
Despe sua alma vestindo sua pela de sedução;
Conversa canções de ninar;
Aconchega sonhos doces;
A mulher é um enigma que deseja ser revelada a qualquer custo.
 Como anseio de vida. 
Como necessidade de respirar. 
Como água matando a sede.
 Como alimento matando a fome.
A mulher que ama torna-se heroína pela sua fragilidade, pois seu ideal de felicidade é aquele homem que seus olhos viram, e que com ele, ela deseja seguir para o mundo, não importando situações paralelas adversas.
( Para ela fatores externos são afagados com beijos de eterno amor.)
O amor é um pedido de vida!
Claro, que conturbada, cheia de obstáculos, frustrações e interferências vizinhas...
Mas repleta de perdão, luta, socorro mútuo.
É  uma via de idas e vindas, de troca de apoios, de desespero e fome de paz..
O amor não promete liberdade,mas jura que solta amarras, pois cumplicidade é oxigênio de ambos.
Para o homem este é um fato concreto, mas para a mulher é um desafio.
( Duvido que alguma mulher pense como eles...)
Aquelas que "deixam" o homem livre é uma fingidora...
Ledo engano o amado pensar que é totalmente livre....
( Sabe o orgasmo falso? Coisa de mulher...)
Por outro lado para a mulher não existe amor livre. 
Ou ela ama de fato, ou finge amar...
Respirar liberdade amando alguém é tão complexo...
Eis o mistério da vida à dois...
Amor, ciúme e zelo estão interligados. 
Assim como a amor genuíno do homem, é imaculado e maduro, o da  mulher é cheio de "maquiagens"...
Sobre o amor...
Ah! Fragilidade total!
krika
set2013




Link para essa postagem


Nenhum comentário:

Postar um comentário